30 de jul de 2009

A Igreja na humanidade

Não adianta negar! Se olharmos qualquer espécie de seres vivos, veremos que alguns agrupamentos sempre são capazes de se portar melhor, e assim se destacarem dos demais. Sempre é o possível verificar que alguns espécimes parecem obter o melhor do meio em que vivem e que por fim acabam chamando a atenção daqueles que pesquisam. Sempre se suspeitou que na raça humana algumas culturas foram bem mais capazes de se proliferar e de viver melhor em comunidade, isso responderia do porque de algumas civilizações ainda existirem e outras já terem sido extintas. Bem! Uma vez que essa espécie inteligente chamada de homo-sapiens é a única que tenha podido desenvolver arte, refletir sobre princípios e sobretudo desenvolver algum tipo de ética e de respeito mutuo, uma vez que apenas homens e mulheres são capazes disso, e que pode-se aferir que a manutenção de um agrupamento como esses só poderá vir a permanecer de forma estável se viverem valores que os preservem de qualquer auto-destruiçao.

Há muito tempo atras quando na Galileia um jovem se propôs a re-fundar a fé no seu Deus, a quem ele chamava de Pai, nesse momento ele também re-fundaria o conceito de comunidade. Uma vez que os valores desse jovem eram por demais elevados ficou muito claro nos discursos dele que os valores dos que iriam segui-lo também seriam elevados. A essa condição de compromisso com princípios relevantes tanto para o Deus único levaram ao seu representante a denominar essa comunidade como sendo sal do mundo, e luz do mundo.


Bem esse jovem todos já sabem de quem se trata. É Jesus. Já a comunidade que deveria ser aquela que viveria sendo o modelo para a espécie humana, a proposta de convivência, essa comunidade que por ele fora denominada de sal da terra e luz do mundo passou algumas décadas depois a ser conhecida como Igreja. Igreja é isso, é a expressão última do que se espera da raça humana. Quando se pensar em convívio harmônico e em relações saudáveis, quando se pensa em sociedade em que haja um amplo acolhimento dos seus. Quando se pensa nisso, e quando se procura isso na sociedade humana, se deve pensar e procurar a igreja. Ser sal da terra e luz do mundo é ser isso, é ser o agrupamento que apesar de toda a caoticidade é capaz de manter a espécie crescendo tanto numérica como em qualidade de vida. Isso é Igreja.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...