8 de out de 2009

Ninguem me ouve na minha Igreja. O que eu faço?

Uma irmã que não conheço me mandou um email relatando alguns desgostos em relação a sua igreja, isso porque ela tem percebido que sua comunidade apresenta problemas, inclusive entre os lideres. Esses alem de não darem ouvidos a ela ainda passaram a deflagrar escândalos de ordem sexual. Ela reclama que fala na igreja, que adverte, que crê que Deus tem se utilizado dela para fazer Sua vontade conhecida, contudo essa irmã não tem sido ouvida, uma das razões por ela citada é a postura “tradicional” da igreja. Segue a resposta que dei a essa irmã.


Paz irmã.

Você já deve ter ouvido aquele pensamento que diz que o pior cego é aquele que não quer ver. Pois bem, se esse é o pior cego, não sei, mas é o tipo de cegueira mais comum nos nossos dias. É surpreendente quanta gente cega por opção existe, e esse exercício de escolha de não enxergar é particularmente comum entre os crentes, eles tendem a não querer enxergar o óbvio, o que todos são capazes de ver, aquilo que os não-crentes, os do “mundo” já observaram tempos atrás.

Bem minha querida, ai entra o trabalho do profeta, um aspecto muito importante encontrado no profeta e negligenciado por muitos é a capacidade deste de falar. Agente pensa que profeta é o que vê o que ninguém vê, isso pode ser verdade, mas não é toda a verdade, uma vez que alguns fatos são patentes aos olhos das pessoas, pelo menos aos olhos de quem quer ver e não optou por ser cego.

Outro atributo do profeta que por todos é conhecido diz respeito ao fato de ouvir a Deus, no meio cristão como um todo, há um consenso em aceitar que Deus não esta limitado a alguma elite religiosa que foi escolhida para manifestar a sua vontade e a sua opinião, assim sendo a opinião de Deus parece ser de “domínio publico” haja visto a quantidade de igrejas que existem e que todos os dias são abertas, isso só é possível por que a fala de Deus não esta restrita a um segmento ou uma categoria de pessoas. Logo o profeta é alguém que ouve Deus, mas não é o único.

Mas então o que faz do profeta alguém significativo? Se não é o que ele vê e não é o que ele ouve, então o que é? É o que o profeta fala é que conta, pois todos vêem, menos os cegos de opção, todos ouvem, menos os que surdos de opção, mas apenas o profeta fala, isso porque falar não é opção, é mandamento. Você não tem direito de escolher ficar calada, tem que falar.

Mas do ponto de vista da comunicação humana o que vai legitimar a sua fala? Sim por que não basta você falar, você tem que ser entendido. Você tem que usar os códigos utilizados pela comunidade na qual você esta inserida. A forma com se fala impressiona mais do que o que se diz. Nós nos preocupamos mais com o conteúdo do que com o processo de comunicação em si, e isso acaba nos impedindo de ser ouvidos. Nós deveríamos nos preocupar com a forma pela qual falamos o que pensamos, ou que Deus pensa, no caso dos profetas.

E por que estou dizendo isso? Por que como você falou os “tradicionais” da sua igreja tem uma linguagem, se você quiser transmitir algo a eles terá que falar a linguagem e usar os códigos que eles utilizam. É trabalhoso? Pense nos índios, nos esquimós, nas tribos urbanas. Todos esses tem sua linguagem e os missionários tiveram que dominar a linguagem deles. Infelizmente minha amada muitos de nós pensam que por serem usados por Deus terão que falar um outro dialeto, o “profetes”, o dialeto falado pelos crentes profetas, resultado; não são entendidos, e ainda correm o risco de se tornarem motivo de piada.

Logo minha irmã não deixe de falar o que você entende que Deus tenha te revelado, mas não se engane, os outros também verão o que você viu, é que para eles é conveniente não enxergarem. Saiba também que em alguns casos as pessoas assumem alguns rótulos ou posicionamentos como os de serem “tradicionais”, “renovados” ou mesmo “pentecostais”, para se protegerem e justificarem algumas atitudes, (ou falta de atitudes). Não se engane, a cor denominacional não é desculpa para alguém dizer que não sabe o que esta acontecendo na sua igreja. O que motiva as pessoas a não saberem o que acontece é a conveniência. As vezes é conveniente não saber o que esta acontecendo.

Só para finalizar, quando você tiver que advertir alguém seja, prática, objetiva e direta. Fale do que se trata, seja pontual e descritiva, alem de discreta, e nunca, nunca mesmo permita que outra pessoa tenha acesso ao que você esta falando a pessoa em questão. Outro cuidado, procure não reforçar os estereótipos de profetas que as pessoas já internalizaram consigo, isso apenas reforça os preconceitos, e a impede de ser ouvida.

Só para sua informação querida, quando você pensar em altar, pense em algo bem mais elevado, pense na vida das pessoas, pense no coração das pessoas, pense existência da pessoa como um todo, procure não pensar em um lugar, ou em um espaço de exercício da religião. Sabe por que? Porque a relação com Deus é mediada e processada no âmbito do afetivo e do espiritual, não no âmbito do litúrgico, logo quando há mácula e contaminação, essa existe no tocante a alma das pessoas, por essa razão os altares materiais podem estar ornados enquanto os corações estão em completa desordem, a síndrome do sepulcro caiado que Jesus falava.

Sobre ser ouvida, não se preocupe muito com isso. Sempre tem alguém que estará ouvindo você, essas pessoas não se manifestam na hora, elas de maneira cautelosa esperam os fatos ocorrerem, as profecias se cumprirem para então começar a assumir posições, é verdade que existem os “cabeças duras”, mas entregues eles para Deus. Deus trata desses, pense nos pequenos, nos que estão de baixo da sua sombra, e que por você são influenciados, não se preocupe em influenciar pessoas que não são da sua relação direta, pense nos que entram e saem de sua casa, que comem na sua mesa, que tomam ou que lhe dão carona, é com esses que Deus espera que você exerça o seu ministério.

Finalizo dizendo. Tome cuidado com o corporativismo evangélico, seja cristã antes de ser denominacional, seja denominacional se for conveniente para o exercício de seus dons. No mais alegre-se no Senhor.

Que Deus te abençoe e continue lhe dando coragem e sabedoria na transmissão dos fatos que Ele lhe tem permitido ver.

Escreva quando quiser.
Se esse blog tem abençoado a sua vida, então faça-o circular entre seus amigos e irmãos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...